sexta-feira, 22 de maio de 2009

COSMOQUÍMICA, ASTROQUÍMICA, GEOQUÍMICA, QUÍMICA NATURAL E GEOBIOQUÍMICA.

O COSMO PRODUZ A SUA PRÓPRIA ESTRUTURA SÓLIDA E TRANSFORMAÇÃO EM NOVOS ELEMENTOS QUÍMICOS.

Cada astro é responsável pela própria estrutura sólida e em novos elementos, através de produção de energia, interações físicas internas e fusões nucleares espontâneas nos seus núcleos e nas variações de temperatura e em toda estrutura interna e externa do astro.

GEOQUÍMICA –

Considerando o resfriamento e afastamento do Sol. Assim, nós temos o que se pode chamar de química natural, a vida do planeta processando a sua estrutura sólida. E a produção de novos elementos, de leves em pesados.

GEOBIOQUÍMICA –

Vê-se que a vida processual do planeta leva a formaçao de novos elementos, evolução e envelhecimentos de componentes químicos e estruturas sólidas que se transformam constantemente, por interaçóes fisicas, fusões nucleares espontânea e fissões por variações de temperatura, levando a formação do planeta, da química do planeta, atmosfera e vida vegetal e animal.

Porém como veremos mais adiante vamos encontrar poderes que vão além da matéria química e física do cosmo, e vamos de encontro ao poder do psíquico orgânico, e de um arquiteto para tudo isto. Fenômenos que com a matéria não e possível de explicar e nem desenvolver uma relação próxima.

SOBRE A EVOLUÇÃO DOS ELEMENTOS QUÍMICOS E SUA QUANTIDADE.

O tipo e a abundancia do elemento químico depende das fases de processamento de energia que o astro passou, provavelmente existe nos outros astros elementos químicos diferentes dos que temos aqui na Terra e muitos iguais aos que aqui se encontram, e a abundancia também é diferente.

POIS A INTENSIDADE DA INTERAÇÃO DE PROCESSOS E PRODUÇÃO DE ENERGIA EM QUE O ELEMENTO SE ENCONTRA É QUE O MESMO MUDARÁ DE CATEGORIA. PARA UM MAIS PESADO OU PASSAR VÁRIAS CATEGORIAS.

BIOQUÍMICO PSÍQUICO CRIACIONISTA.

Se não conseguimos responder pela matéria, física, biologia, nem psicologia a existência da vida, logo vai de encontro ao criador e ao poder vital. Pois não podemos responder a existência do poder vital pela matéria, não podemos responder o poder da mente pela biologia, e nem a origem e a existência da alma pela psicologia, logo só nos resta o poder vital e do criador.

SOBRE A POSSIBILIDADE DE VIDA EM OUTRAS PLANETAS.

Para o surgimento de vida dependem de água, gases, elementos químicos, atmosfera, variação de temperatura, inclinação de movimentos astronômicos adequados, posicionamento e distanciamento propício de uma estrela maior.

Energia processada pelo próprio astro, e propícia para o surgimento e produção da vida.

Transformação de elementos químicos e pressão atmosférica.

Sem considerar que nos alimentamos e respiramos além do oxigênio seco e também úmido. Ou seja, tem que haver na atmosfera uma quantidade de oxigênio e água o suficiente para manter o funcionamento da vida.

Ou seja, depende de condições cosmológicas, astronômicas, físicas, químicas, térmicas e vitais. E tempo de processamento dos elementos para o surgimento da vida nos próprios elementos e a sua continuação.

Não foi considerada aqui a questão do divino e do espiritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário